Sistema Político do Brasil

A maioria dos viajantes brasileiros provavelmente terá pouca exposição à vida política do país. Mas as decisões políticas têm um impacto direto na vida da população local. O conhecimento básico do sistema político no Brasil pode, portanto, ajudar a entender melhor o país em geral.

As principais características do atual sistema político da República Federativa do Brasil podem ser encontradas na Constituição de 1988. A posse do presidente Fernando Collor de Mello, em 1990, marcou a transição da ditadura militar (1964-1985) para a democracia. Anteriormente, o Brasil havia sido uma monarquia por mais tempo desde a independência de Portugal em 1822. Quer saber politica do Brasil, acesse https://www.gazetamineira.com.br/

O Brasil está dividido em 26 estados federados mais o Distrito Federal do Brasil, o Distrito Federal de Brasília. Os estados têm suas próprias constituições e leis que devem estar de acordo com os princípios da constituição federal. Além disso, os estados federais são divididos em mais municípios.

Governo do Brasil

O Brasil (oficialmente República Federativa do Brasil) é o maior país da América do Sul com 3,2 milhões de milhas quadradas e uma população de 208 milhões de pessoas – tornando-se o quinto maior país do mundo em área e sexto maior. A capital é Brasília. A federação é composta por 26 estados federais, o Distrito Federal e 5.570 municípios. O Brasil é um dos países com maior diversidade cultural e étnica do mundo.

A costa leste do Brasil tem 4.655 milhas de extensão e encontra o Oceano Atlântico. O resto do país faz fronteira com todos os outros países sul-americanos, exceto Equador e Chile. Abrangendo 47,3 da área terrestre do continente, o Brasil possui a Bacia Amazônica, uma vasta floresta tropical conhecida por sua vida selvagem e constante luta contra o desmatamento.

O Brasil tem o oitavo maior PIB do mundo e foi o maior produtor de café nos últimos 150 anos. Possui a maior fatia da riqueza global da América Latina. O Brasil é considerado uma potência mundial em ascensão e uma potencial superpotência futura; é membro fundador das Nações Unidas, do G20, do BRICS, da União das Nações Sul-Americanas, do Mercosul e da Organização dos Estados Americanos.

Os três poderes do país – legislativo, executivo e judiciário

Executivo são exercidos pelo Presidente e seus Ministros de Estado. O Brasil tem um sistema de governo presidencialista, o que significa que o presidente é tanto o chefe de estado quanto o chefe de governo. Ele é eleito diretamente pelo povo por quatro anos, renovável uma vez.

O Congresso Nacional é o poder legislativo. É um parlamento bicameral, composto pela Câmara dos Deputados e pelo Senado. Cada estado é representado por três senadores. Portanto, o número de habitantes não importa. Os eleitores do Nordeste pouco povoado e menos desenvolvido são, portanto, favorecidos em relação às metrópoles industrializadas do Sudeste, como São Paulo. Os senadores geralmente são ex-governadores, prefeitos de grandes cidades ou presidentes de estados, por assim dizer, personalidades politicamente experientes.

O Tribunal de Justiça Federal é chamado de Tribunal de Justiça Federal no Brasil. Como um tribunal constitucional, examina as leis e diretrizes federais, estaduais e locais. O tribunal também decide em disputas entre os governos federal e estadual e em disputas entre dois ou mais estados.

As instituições do legislativo, executivo e judiciário estão localizadas em Brasília, na Praça dos Três Poderes, Praça dos Três Poderes. Na praça fica o Palácio Presidencial, chamado Palácio do Panalto, ao lado o Palácio Nereu Ramos, que abriga o Congresso Nacional do Brasil, e o prédio do Tribunal de Justiça Federal. Brasília foi inaugurada em 1960, substituindo o Rio de Janeiro como nova capital.

Eleições – Quem pode votar?

Todos os cidadãos brasileiros entre 18 e 70 anos devem votar. Além disso, todas as pessoas entre 16 e 18 anos ou mais de 70 anos têm direito a voto. Isso significa que você pode votar, mas você não precisa. Os analfabetos estão isentos de votar. Recrutas e estrangeiros não podem votar.

Enquanto deputados federais, como o Presidente Federal, são eleitos apenas por quatro anos, os senadores são eleitos por oito anos. No entanto, delegados e senadores podem ser reeleitos mais de uma vez.

O sistema partidário brasileiro

A constituição de 1988 e a lei partidária de 1995 regulam as atividades mais importantes. O artigo 17 da Constituição permite a constituição de partidos políticos desde que sejam de natureza nacional, respeitem a lei e a jurisdição eleitoral e não sejam financiados por fundos de governos estrangeiros. Para ser elegível, um partido deve ser capaz de demonstrar que tem o apoio de eleitores em pelo menos um terço dos estados. Existem 33 festas que você pode escolher. Atualmente, há 24 partidos na Câmara dos Deputados e 21 no Senado.

O sistema partidário tal como existe no Brasil só pode ser comparado de forma limitada com a organização dos partidos na América do Norte. A maioria dos partidos não tem um perfil político claro. O sistema partidário também é muito fragmentado. Mudar de partido é uma prática comum quando os políticos veem melhores oportunidades em outro partido. Partidos menores geralmente são apoiados por personalidades fortes. Uma classificação em um esquema ideológico esquerda-direita é, portanto, difícil. Assim, os partidos não podem realmente ser identificados como liberais, conservadores, sociais e assim por diante.

Quando as eleições presidenciais forem realizadas no Brasil em outubro de 2022, certamente será útil ter alguns conhecimentos básicos do sistema político. A capital mineira não vale a visita apenas para quem se interessa por política quando viaja ao Brasil. Brasília também é conhecida por sua arquitetura futurista única, imperdível!

Fonte de Reprodução: Getty Imagem

O Governo

O governo brasileiro é referido como o Governo Federal do Brasil. É dividido em três poderes: o executivo (com supervisão do Presidente e do Gabinete), o legislativo (com poderes delegados pelo Congresso Nacional) e o judiciário (com poderes dos tribunais federais). O governo está sediado na capital Brasília.

O governo é baseado em uma república federativa democrática e tem um sistema presidencialista. O presidente é o chefe de Estado e de governo e, como os Estados Unidos, é eleito para um mandato de quatro anos com possibilidade de reeleição para um segundo mandato. Michel Temer é o atual presidente – sucedeu Dilma Rousseff após seu impeachment. O Presidente é responsável pela nomeação dos Ministros de Estado.

A República

A República Federativa do Brasil é composta pela União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios; estes juntos formam as áreas de governo. A federação brasileira é moldada por cinco princípios fundamentais: soberania, cidadania, dignidade humana, valores sociais do trabalho e liberdade empresarial e pluralismo político.

Os membros dos poderes executivo e legislativo são eleitos, enquanto os juízes são nomeados por meio de exames de admissão. O Brasil tem um sistema multipartidário com representação proporcional. O voto é obrigatório para todas as pessoas entre os 18 e os 70 anos; é opcional para analfabetos e entre 16 e 18 anos ou mais de 70 anos.

Quatro grandes partidos políticos dominam o governo: o Partido Trabalhista, o Partido Social Democrata Brasileiro, o Movimento Democrático Brasileiro e os Democratas. Um total de quinze partidos políticos estão representados no Congresso brasileiro. Quer se manter atualizado sobre a politica do nosso pais, acesse https://www.gazetamineira.com.br/minas-gerais/mais-nova-pesquisa-em-minas-aponta-vitoria-no-1o-turno-de-romeu-zema/rustico

O presidente

O Presidente da República Federativa do Brasil é o chefe de Estado e de Governo; chefia o executivo e é também o comandante supremo das Forças Armadas brasileiras. A Constituição brasileira descreve os requisitos, poderes e responsabilidades do Presidente.

O Presidente do Brasil tem poderes legislativos consideráveis ​​e o poder de nomear e destituir ministros de estado, apresentar legislação, manter relações com estados estrangeiros, exercer o comando supremo das forças armadas, declarar guerra, fazer a paz e remover cargos no governo. , entre outros. outros.

O Presidente tem um mandato de quatro anos, renovável por um único mandato consecutivo. Curiosamente, o limite de dois mandatos não é uma medida vitalícia – um ex-presidente pode concorrer novamente no futuro mesmo depois de dois mandatos terem sido cumpridos. O Vice-Presidente brasileiro atua como Presidente interino quando o Presidente está em solo estrangeiro.

Gabinete, Congresso Nacional e Ministros

O gabinete brasileiro é composto por ministros de Estado e assessores do Poder Executivo. O Presidente do Brasil nomeia e demite funcionários do gabinete. Atualmente, existem vinte e dois ministérios e cinco outros cargos ministeriais no gabinete, incluindo o chefe de gabinete, o secretário do governo, o secretário-geral da presidência, o escritório de segurança institucional e o banco central.

O Congresso Nacional é composto pelo Senado Federal (81 cadeiras) e pela Câmara dos Deputados (513 cadeiras). Para a eleição de deputados federais, aplica-se a representação proporcional por quatro anos. Atualmente, existem 15 partidos políticos no Congresso.

Os juízes do Superior Tribunal de Justiça são nomeados pelo presidente para cargos vitalícios (até 70 anos) e confirmados pelo Senado. Todos os juízes devem ter um diploma de direito.

Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Pol%C3%ADtica_do_Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.